Capitão Carpê Andrade

Sessão Solene proposta por Capitão Carpê faz homenagem ao dia Nacional da Equoterapia

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) realizou nesta quinta-feira (12), por solicitação do vereador Capitão Carpê Andrade (Republicanos), a Sessão Solene em Homenagem ao Dia Nacional da Equoterapia, comemorada no dia 09 de agosto, atividade reconhecida pela Lei nº 12.067/2009, durante a alusão o parlamentar fez a entrega de 21 diplomas de honra ao mérito para civis e policiais militares pelo reconhecimento das atividades e serviços prestados à sociedade amazonense em 2021.

A Equoterapia é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de Saúde, Educação e Equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com necessidades especiais.

“A Equoterapia realmente é uma interação que traz uma vivência e experiências únicas. Tenho certeza que cada praticante, tem uma diferença substancial na vida. Uma evolução física e emocional extraordinária. Quero agradecer pela oportunidade de prestar essa homenagem a esses profissionais que se dedicam em proporcionar ao portador de deficiência a reabilitação. Essa casa não poderia se furtar de prestar a justa homenagem de relevantes serviços prestados à nossa sociedade”, disse o parlamentar em pronunciamento.

Dentre os convidados, estava à dona Marlice Silva, mãe de um dos praticantes da equoterapia o Luiz Felipe que é autista. Para a mãe do praticante o programa ajudou no desenvolvimento do filho. “O Luiz Felipe participa do programa há dez anos, hoje meu filho pode andar sozinho, tem equilíbrio, mais atenção, e me sinto muito feliz com cada conquista, equoterapia ajuda as crianças com necessidades especiais e deveria ser acessível a todos que precisam”, afirmou.

Com 29 anos de serviços prestados à sociedade, o 1º Regimento de Policiamento Montado (RPMon), Batalhão Coronel Bentes, mais conhecido como Cavalaria da Polícia Militar do Estado do Amazonas, é o único centro do estado do Amazonas filiado à Associação Nacional de Equoterapia (Ande). No núcleo são atendidos pacientes com paralisia cerebral, autismo, hiperatividade, deficiência auditiva, síndromes de Down, entre outras.

Exit mobile version